HIGIENIZAÇÃO INTERNA DE LAVADORAS DE ROUPAS FABRICADAS COM CESTO DE AÇO INOXIDÁVEL E COM CESTO DE PLÁSTICO.

          Quando as roupas começam a apresentar manchas escuras ou pequenos flocos pretos grudados, é sinal que resíduos de sabão e/ou amaciante podem estar impregnados nas paredes internas do tanque, paredes internas e externas do cesto, anel do tanque e agitador. Na prática, significa dizer que a lavadora precisa ser limpa internamente através de um processo de Higienização que pode ser feito pelo próprio consumidor, sem a necessidade de uma intervenção técnica.

          Visando manter o interior da lavadora de roupas sempre limpo e higienizado, o procedimento a seguir de higienização deverá ser feito mensalmente na lavadora de roupas, a partir do primeiro mês de uso após a compra. Caso o consumidor não o tenha feito, recomendamos começar o mais breve possível.

          A Higienização interna da lavadora deverá ser feita seguindo os passos à seguir para que se obtenha um resultado satisfatório. Vale dizer que se após serem seguidos à risca todos estes procedimentos, a lavadora continuar sujando as suas roupas, um técnico deverá ser chamado para melhor avaliação do problema. 

          Etapas da Higienização:

   1-    Selecione nível de água alto (nível máximo de água) e um programa básico de lavagem que contenha a etapa de lavagem, 1 enxague e centrifugação;Inicie o programa para que a lavadora se abasteça de água;

   2-    Quando a lavadora estiver com aproximadamente metade da quantidade de água, abra a tampa e adicione 1 litro de água sanitária (OBS - não é necessário desligar a lavadora, afinal ela interrompe a programação ao abrir a tampa);

   3-    Feche a tampa, aguarde a lavadora terminar o abastecimento de água e iniciar a agitação. Deixe que a lavadora agite a mistura de água com a água sanitária que foi colocada por cerca de 5 minutos para que ambas se misturem, em seguida desligue a lavadora;

   4-    Deixe a mistura pernoitar no interior da lavadora, no dia seguinte ligue a lavadora e deixe ela fazer o ciclo de lavagem anteriormente selecionado até o fim;

   5-    Finalizado o ciclo de lavagem, deixe a tampa da lavadora aberta para que ocorra a secagem do seu interior;

   6-    Caso o resultado deste procedimento seja insatisfatório, torna-se necessário entrar em contato com a assistência técnica, agendar uma visita para que se faça uma avaliação à respeito do problema.

01

          Selecionamos algumas dicas de utilização e conservação para o seu eletrodoméstico visando esclarecer as principais dúvidas questionadas pelos nossos clientes.

          Seguir aos procedimentos recomendados certamente prolongará a vida útil do seu equipamento, além de reduzir muito a necessidade de intervenção técnica para efetuar manutenções corretivas.

DICAS ÚTEIS

02

AJUSTE DA TEMPERATURA INTERNA DO REFRIGERADOR
 

          Muitas vezes, os consumidores nos perguntam em qual número o botão do termostato deve ficar posicionado para uma correta utilização do seu refrigerador no dia a dia.

          O primeiro esclarecimento que gostaríamos de fazer é que não existe uma numeração correta. O fabricante do refrigerador, visando oferecer maior conforto na utilização do produto, além de evitar o desperdício no consumo de energia elétrica, disponibiliza algumas opções de temperatura a serem selecionadas de acordo com o gosto pessoal e a utilização que se faz do refrigerador conforme explicaremos a seguir:

          - O número 1 do botão do termostato refere-se a temperatura mais alta "menos fria", deve ser utilizado quado o consumidor vai viajar, e naturalmente não ficará ninguém na residência abrindo a porta do refrigerador, ou seja, não entrará no interior do refrigerador calor do ambiente externo devido a abertura de portas, dessa forma o produto ficará em operação refrigerando o mínimo necessário para a conservação dos alimentos sem desperdício de energia elétrica.

          - O maior número do botão do termostato (em alguns refrigeradores corresponde ao número 7, em outros corresponde ao número 9) deve ser selecionado em ocasiões de festa ou momentos em que ocorrerão frequentes aberturas de porta. Nesta situação, o calor do ambiente externo proporcionará uma elevação na temperatura dos alimentos e bebidas a serem refrigerados, tornando-os impróprios para o consumo. Neste caso, o consumidor deverá selecionar a temperatura máxima com pelo menos 2 horas de antecedência ao evento, de forma que o refrigerador opere em uma temperatura mais baixa ("mais fria"), visando compensar o ganho de calor provocado pelo excesso de abertura das portas.

          - As temperaturas intermediárias com relação a posição máxima e mínima do termostato destinam-se a utilização do refrigerador no dia a dia. Cada um de nós tem uma sensibilidade e consequentemente um "gosto" com relação a temperatura mais adequada para se tomar uma água gelada, por exemplo. Pensando nisso, os fabricantes disponibilizam essas temperaturas intermediárias, todas capazes de manter os alimentos próprios para o consumo do dia a dia, para que o consumidor utilize a que mais lhe agradar.

          Não sabe ainda qual a melhor temperatura do dia a dia pra você? Comece selecionando a temperatura média do botão do termostato e deixe por 24 horas. Avalie o resultado. Se estiver agradável, mantenha essa temperatura média. Se estiver muito frio, diminua um ou dois números. Se não estiver frio o suficiente, aumente a temperatura em um ou dois números. Ajuste a temperatura em função da sua necessidade.

03

FORNO DE MICRO-ONDAS SOLTANDO FAÍSCA INTERNAMENTE
 

          Muitas vezes as pessoas se deparam com o problema do forno de micro-ondas soltando faísca internamente. É um problema causado muitas vezes por alguma peça danificada que requer uma avaliação técnica, porém em alguns casos o sintoma é causado simplesmente por falta de limpeza do interior do forno.

          Antes de solicitar uma visita técnica, vale a pena abrir a porta do forno e verificar se ele não está sujo por gordura de alimento internamente. Em caso afirmativo, experimente limpar o interior do forno com um pano macio, umedecido por água morna e sabão neutro, tomando cuidado para não fazer esforço demasiado nas peças mais delicadas. Em seguida passe outro pano úmido retirar o sabão, seque o forno e finalmente faça um novo teste. Não se esqueça que não podemos utilizar o forno de micro-ondas com alimentos cobertos por embalagens metalizadas sob pena de provocar faiscamento interno também.

          Caso a limpeza não resolva, solicite uma visita técnica para melhor avaliação do problema.

          Ah, não se esqueça. Procure utilizar coberturas próprias para aquecer pratos com comida ou lanches em fornos de micro-ondas. Essa atitude simples somada a uma manutenção da limpeza interna prolongam muito a vida útil do seu eletrodoméstico.

04

MÁQUINA DE LAVAR LOUÇAS NÃO LAVA DIREITO A LOUÇA
 

          A lavadora de louças vem se tornando pouco a pouco um eletrodoméstico de necessidade relevante nas residências. Porém alguns cuidados são importantes para que a lavagem da louça se torne eficiente.

   1-    Antes de colocar pratos e talheres para lavar, retire deles todos os resíduos sólidos de alimentos com a mão ou com uma toalha de papel;

   2-    Verifique os filtros da lavadora e os orifícios das hélices de lavagem quanto a presença de resíduos sólidos desprendidos na lavagem anterior;

   3-    Após carregar a máquina com todas as louças, gire as hélices de lavagem, certificando-se que as mesmas estão livres (se estão bem encaixadas e não batem nas louças que foram alocadas no interior da lavadora);

   4-    Verifique a data de validade do sabão e do líquido secante. Se vencidos terão sua eficiência comprometida.

   5-    Jamais limpe o interior da máquina de lavar louças com detergente comum ou qualquer outro produto, caso contrário, uma pequena gota de detergente comum poderá provocar a formação de uma enorme quantidade de espuma que por sua vez irá provocar vazamentos indesejados de água com sabão.

05

FORNO DO FOGÃO NÃO ASSA DIREITO
 

          É muito comum as pessoas demonstrarem insatisfação com o desempenho do forno à gás do seu fogão. Uns acham que está solando o bolo, outros acham que o bolo ficou torto, enfim grandes transtornos muitas vezes causados pela desatenção a simples detalhes de instalação e utilização. Veja as principais possibilidades e soluções à seguir:

          Quando o forno assa mais a parte de baixo do que a de cima, muitas vezes o problema está em utilizar a prateleira do forno numa altura muito abaixo do centro do forno. A prateleira instalada numa altura mais ao centro proporciona um assado mais homogêneo.

          Quando o forno assa mais um lado do que o outro, o problema pode estar no desnivelamento do fogão. Fogões de piso (sistema convencional) podem ter esse problema solucionado através de um simples ajuste dos pés. Em fogões encaixados em móveis embutidos, torna-se necessária a presença do profissional responsável pela montagem do móvel de embutimento do fogão para corrigir o nivelamento do móvel.

          Problemas relacionados ao assado também podem ser causados por falta de pressão do gás. Isso é muito comum acontecer quando o regulador de pressão que é conectado ao butijão de gás está vencido ou defeituoso. A validade desse componente está impressa em seu corpo e é de cinco anos apos a fabricação. Em caso de dúvidas, agende uma visita técnica.